Escritor de livros infantis Paulo Netho
Menu

Quem é o

Paulo Netho

Um poeta com muita poesia na cachola

Conheça o Paulo Conheça o Paulo

Quem é o Paulo Netho
Um parente meu
Um parente meu

Publicada em 21/12/2022

Quando pensei em escrever os poemas que compõem o livro O monstro medroso - medos, medinhos e medões  sabia que o medo sempre foi um parente meu. Na rua Moema, eu me assombrava com o escuro, com o estalar dos sapatos beijando o cimento das calçadas, com os uivos e latidos dos cachorros nas noites chuvosas e com as histórias fantasiosas que mãe contava pra gente.

E assim, de olhos arregalados, como a Chapeuzinho Amarelo, personagem do encantador livro do Chico Buarque, eu tinha muitos medos, mas bem de leve, de levezinho, segurei nas mãos secretas do menino Deus e venci esses patifes.

Antes, porém, algumas vezes, entrei em pânico só de imaginar a sombra de uma mulher torta — coisa da minha cabeça, refletida na parede ou mesmo a silhueta de alguém que supostamente subia a escada do quintal da casa em que morava.

Hoje, bem sei que o medo, se eu quiser, pode ser um bom amigo, embora ache que, muitas vezes, ele se veste com a máscara pesada do arqui-inimigo. Mas é como eu disse: o medo é um parente meu e com parente a gente se entende, não é mesmo?

Agora se você ficou interessado em conhecer os poemas deste livro, não perca tempo. Vá até a sessão de livros desse site ou clique neste link https://www.paulonetho.com.br/produtos/9/o-monstro-medroso e reserve já o seu exemplar.




Deseja receber informativos em seu e-mail?

Digite sua Dúvida
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.